segunda-feira, 1 de maio de 2017

Leituras do Mês - Janeiro/2017 (Wrap Up - January/2017)


If you can't read this in english, please click on the title of the post and try again

 Ler em Português      Read in English



06/01/2017
381
★★★★★
Maximum Ride: Adeus à Escola do James Patterson

Opinião

13/01/2017
360
★★★★★
Ligeiramente Escandalosa da Mary Balogh

Opinião

17/01/2017
134
★★★★★


A Quinta dos Animais do George Orwell

Opinião

22/01/2017
439
★★★★★

O Pacto da Elle Kennedy

Opinião

31/01/2017
308
★★★½

Estranhos ao Luar da Jude Deveraux

Opinião

Estranhos ao Luar/Stranger in the Moonlight - Opinião (Book Review)


If you can't read this in english, please click on the title of the post and try again

 Ler em Português      Read in English

Estranhos ao Luar

Nome do livro: Estranhos ao Luar
Nome original do livro: Stranger in the Moonlight
Nome da Autora: Jude Deveraux
Coleção: Edilean
Editora: Quinta Essência
Número de páginas: 308 páginas
Sinopse: «Quando Kim Aldredge tinha oito anos, conheceu um rapaz de doze chamado Travis, que estava de visita à sua cidade natal de Edilean, na Virgínia, com a mãe. Embora essa visita tivesse lugar sob circunstâncias misteriosas, isso não impediu que as crianças se tornassem amigas. Durante duas semanas maravilhosas, andaram de bicicleta, jogaram basebol e leram em voz alta para o outro. Tudo coisas comuns para Kim, mas para Travis bastante extraordinárias. E Travis ajudou Kim a descobrir o seu amor pela criação de jóias, a paixão que se tornou a sua profissão. Antes de partir, ele disse-lhe que um dia iria voltar, e durante anos Kim guardou a foto de ambos, abraçados e sorridentes.Travis é agora um advogado bem-sucedido em Manhattan, mas há coisas na sua vida que ele não quer tornadas públicas. E embora tenha viajado por todo o mundo, ainda pensa no verão passou em Edilean e na rapariga que lá conheceu. Essas semanas mudaram a sua vida para sempre. Quando Travis descobre que a mãe regressou a Edilean e tenciona voltar a casar, decide que está na hora de voltar também: não apenas para investigar o futuro marido da mãe, mas para finalmente cumprir a promessa que fez a Kim tanto anos antes...»

Opinião: Vi este livro do qual nunca tinha ouvido falar uma vez na livraria e, ao ver que era um romance daqueles todos fofos que eu adoro, não resisti e tive de o comprar. Melhor ainda: este livro insere-se numa série de livros em que cada livro retrata a vida amorosa de uma determinada personagem, e por esta altura já toda a gente sabe que eu adoro esse tipo de séries.
Então, relativamente à história, temos a Kim, uma rapariga da cidade de Edilean (cidade essa que dá nome à série), que, quando tinha oito anos, conhece um rapaz chamado Travis que estava a passar férias na cidade com a mãe e, durante duas semanas, tornam-se grande amigos. No entanto, do nada ele tem de partir e promete voltar, mas tal não acontece durante muitos anos. Entretanto o livro passa-se muitos anos depois, quando o Travis é já o advogado bem-sucedido que decide voltar à cidade de Edilean para conhecer o futuro marido da mãe e ver como a sua amiga de infância está.
A premissa chamou-me a atenção mas eu senti que ia ter problemas com um pormenor: o facto de que eles se conheceram quando ela tinha 8 anos (ele era uns anos mais velho) e, apesar de ser normal guardar recordações, é estranho lembrar-se constantemente disso como se tivesse sido um momento de grande clima aos 20. E foi exatamente este o meu maior problema com o livro. Eu percebo que as personagens tenham uma ligação forte do passado, percebo mesmo, mas tendo em conta a idade deles na altura, os anos que passaram e a situação em que se encontram no início do livro, acho que, além de ainda se prenderem demasiado a essas duas semanas, confiam segredos enormes demasiado depressa.
E isto acabou por me fazer sentir que alguns momentos eram, em geral, demasiado irreais, o que é algo que eu detesto sentir num livro e, infelizmente, ao fim de umas dezenas de páginas, eu não estava a gostar tanto do livro como gostaria de estar. No entanto, ao ignorarmos este pormenor inicial, o livro fica gradualmente melhor e mais engraçado, além de a relação das personagens se começar a fortalecer de uma forma mais real. E a autora acabou sim por conseguir surpreender quando eu menos estava à espera, o que é sempre bom.
O meu problema com o livro voltou mais para o final quando eu achava que o livro realmente estava a melhor e, do nada, problemas que se arrastaram por anos resolvem-se num instante e as personagens têm determinadas ações que não parecem combinar com a personalidade delas.
No entanto, como eu não esperava muito mais deste livro, até que gostei. Além disso, fiquei feliz de não me dar spoilers dos outros livros da série que não li mas que tenciono ler e fiquei super curiosa para ler o próximo livro que é sobre o irmão da Kim de quem eu queria saber mais neste livro. Apesar dos seus problemas, que me irritaram, é um livro rápido de se ler e, salvo exceções e determinadas ações, gostei bastante das personagens.
Boas leituras.
(3.5 em 5 estrelas)

Quotes/Melhores Momentos:
  • «Talvez a infância seja o reflexo da nossa personalidade em estado puro.» - Página 53



sábado, 22 de abril de 2017

Maratona Spring to Read 2017

Maratona Spring to Read 2017


Depois de ter feito a Maratona 12h + 12h este mês, seria de esperar que tão cedo não entrasse em outra. Correto? Falso. O meu plano original era exatamente esse, no entanto, surgiu um vídeo no youtube de uma maratona criada pelo Diário da Chris que todos os anos eu acompanho e me arrependo sempre de não participar. Assim, este ano decidi finalmente participar e ver como corre. O vídeo original com toda a explicação está aqui:


A maratona decorre dos dias 19 a 25 de Abril e se quiserem participar juntem-se à página de facebook da maratona e usem a hastag #springtoread e/ou #springtoread2017 e tem apenas três desafios, são eles:
1 - Flores, símbolo do renascimento: Começa um livro novinho em folha.
2 - Andorinhas, símbolo da leveza: lê um livro leve como os pássaros.
3 - Limpezas de primavera: lê aquele livro que tens na estante há séculos, ou que começaste e nunca mais acabaste.

As minhas escolhas para a maratona são:
1 - Para um livro novinho em folha opto pelo livro Deixa-me Ir da Gayle Forman que chegou a semana passada aqui a casa
2 - Para um livro leve optei pelo 5º livro da saga dos Bedwyn que são sempre livros leves de se lerem e extremamente divertidos, Ligeiramente Indecente da Mary Balogh
3 - Por um último, escolhi um livro que além de estar à demasiado tempo na estante, comecei na Maratona 12h + 12h e ainda não o terminei, é ele o Raptada na Noite da Patricia MacDonald
Esta é a minha TBR, infelizmente, tenho frequência na universidade no dia 20/04/2017 e como tal não vou conseguir ler quase nada dia 19, mas vou tentar compensar nos outros dias. 
Boas leituras para todos e boa maratona.

- Atualização

19/04/2017  Como esperado, neste dia, não consegui ler nem uma única página, vamos ver como corre amanhã 
1º livro - Deixa-me Ir da Gayle Forman
20/04/2017 → Comecei então o livro para o desafio do livro novinho em folha com a nova aposta da Gayle Forman cá em Portugal pela Editorial Presença mas também não espero ler muito uma vez que ainda estou cansada por causa de ontem - li 30 páginas
Páginas lidas até ao momento: 30
Livros terminados: 0
21/04/2017 → Hoje é o último dia em que realmente tenho assuntos que me vão tomar mais tempo e, por isso, amanhã é que espero aplicar-me mais nas leituras. Cheguei à página 62 - li 32 páginas 
Páginas lidas até ao momento: 62
Livros terminados: 0
22/04/2017 → Hoje eu tive um bom tempo para ler, então consegui chegar à página 145 - li 83 páginas
Páginas lidas até ao momento: 145
Livros terminados: 0
23/04/2017 → Domingo, tal como sábado, eu tive umas boas horas em que podia ter lido. No entanto, tenho andado tão ocupada com a faculdade que não tenho atualizado o blog, então dediquei o dia aos posts e li apenas um bocado, sendo que cheguei à página 162 - li 17 páginas
Páginas lidas até ao momento: 162
Livros terminados: 0
24/04/2017 → Hoje, além de aulas, eu tive de passar a tarde a fazer um trabalho então tive pouco tempo para ler, sendo que só consegui chegar por volta da página 185 - 18 páginas
Páginas lidas até ao momento: 180
Livros terminados: 0
25/04/2017 → Para compensar os outros dias e, tendo em conta que foi um dia bastante calmo, como dia 22, aproveitei e dediquei-me completamente às leituras. E realmente rendeu, sendo que consegui chegar à página 300 do Deixa-me Ir e, consequentemente, terminei-o. Além disso, comecei a ler o Ligeiramente Indecente da Mary Balogh que foi outro livro que escolhi para a maratona. - li 120 páginas do Deixa-me Ir mais 10 páginas do Ligeiramente Indecente. 
Páginas lidas até ao momento: 300 + 10 
Livros terminados: 1

Assim sendo, ao longo da maratona só consegui ler um total de 310 páginas mas, tendo em conta que foram dias atarefados, até que sinto que consegui fazer uma boa participação e, para o ano, se a Chris decidir repetir a Maratona eu participo! Boas leituras para todos. 

sábado, 15 de abril de 2017

O Pacto (The Deal) - Opinião/Book Review


If you can't read this in english, please click on the title of the post and try again

 Ler em Português      Read in English

O Pacto

Nome do livro: O Pacto
Nome original do livro: The Deal
Nome do livro no Brasil: O Acordo
Nome da Autora: Elle Kennedy
Coleção: Off-Campus
Editora: Suma de Letras
Número de páginas: 439 páginas
Sinopse: «Hannah Wells encontrou finalmente aquela pessoa. Segura e confiante em todas as outras facetas da vida, enfrenta uma série de receios e inseguranças no que toca a sexo e sedução. Se quiser prender a atenção da sua nova conquista terá que sair da zona de conforto... Mesmo que tal signifique ter que aturar o arrogante e infantil capitão da equipa de hóquei... E vai ser tão bom.
Ser jogador de hóquei profissional foi tudo o que Garrett Graham sempre quis, mas as notas de final de formatura ameaçam deitar por terra este sonho, pelo qual tanto tem lutado. Se ajudar uma morena, muito gira e cheia de sarcasmo, a fazer ciúmes a outro lhe garantir a posição na equipa, que seja! Mas um inesperado beijo leva-os às cenas de sexo mais incríveis das suas vidas, e não vai levar muito tempo até que Garrett perceba que fingir não será o caminho... Terá, sim, que convencer Hannah de que o homem que ela procura se parece em tudo com Garrett. »

Opinião: Depois de ver uma opinião bastante positiva relativamente a este livro, decidi finalmente pegar-lhe e foi uma escolha acertada uma vez que este livro se tornou o melhor Young Adult que eu li na minha vida.
O livro acompanha a Hannah, uma rapariga com um passado complicado e que está a ajudar o Garrett, um incrível jogador de hóquei a quem todas as raparigas se atiram, a não reprovar a uma cadeira. Em troca, o Garrett tem de a ajudar a conquistar o Justin, um rapaz que tem uma cadeira em comum com eles e por quem a Hannah se sente atraída.
A premissa em si parece igual a todas as outras: temos a rapariga que não suporta o rapaz que se atira a todas que a vai ajudar na vida amorosa e, quando menos esperam, apaixonam-se. No entanto, a escritora conseguiu pegar numa premissa banal e torná-la única.
O meu amor por este livro começou logo quando a personalidade da Hannah se começou a mostrar que, junto com a do Garrett, se torna hilariante. 
Ao fim de umas cem páginas, eu estava tão viciada neste livro que o terminei em menos de 24h.
Relativamente à história, o que mais gostei neste livro é do facto de que, quando as personagens principais ouvem boatos um sobre o outro, não fazem aquela cena cliché de andarem a evitar-se ou de discutirem sem deixar o outro falar, eles simplesmente perguntam se é verdade ou não. Ou seja, a autora não criou a, na minha opinião, irreal falha de comunicação que acaba com os casais nos livros deste género.
Depois temos o fantástico humor que rodeia todo o livro: existem sim temas pesados mas até esses a autora consegue logo desanuviar com um pouco de humor.
Em geral, o livro está extremamente bem escrito, criado e construído, e as personagens são, sem dúvida nenhuma, mais realistas do que o normal em YA. Recomendo muito.
Boas leituras.  
(5 em 5 estrelas)

Quotes/Melhores Momentos: 
  • «Por vezes as pessoas entram em nós sorrateiras e, de repente, não sabemos como é que alguma vez pudemos viver sem elas. Como pudemos fazer o nosso dia-a-dia, e sair com os amigos, e f**** outras pessoas, sem ter esta parte tão importante na nossa vida.» - Página 289

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Maratona 12h + 12h (Em conjunto com o blog Mermaid Reader)


If you can't read this in english, please click on the title of the post and try again

 Ler em Português      Read in English


Depois de um mês complicado de leituras, decidi, junto com a Mermaid Reader, fazer uma pequena maratona em que ambas fossemos partilhando as nossas leituras e para nos sentirmos mais incentivadas. A maratona de 24h pareceu-nos puxada demais e não rentável o suficiente, uma vez que queríamos algo que nos incentivasse a ler e não um desafio, como tal, optamos por uma maratona de 12h + 12h, ou seja, durante dois dias vamos fazer 12 horas seguidas em que vamos ler e comentar uma com a outra que tal está a correr. Optamos pelos dias 10/04/2017 e 11/04/2017 das 10h até às 22h. 
Assim sendo, os livros que tenho em mente para esta maratona são:
  • (Já iniciado) Nunca Me Esqueças da Lesley Pearse ✓
  • (Já iniciado) The Unexpected Everything da Morgan Matson
  • Ligeiramente Tentador da Mary Balogh ✓
  • (Se der tempo) Raptada Na Noite da Patricia MacDonald

No dia 10/04/2017, por volta das 10h, iniciei a maratona com o livro Nunca Me Esqueças que já estava na página 300. 
Livro 1 - Nunca Me Esqueças da Lesley Pearse
10:00h - 12:00h → Cheguei à página 360 (60 páginas)
Páginas lidas até ao momento: 60
Livros terminados: 0
12:00h - 14:00h → Cheguei à página 405 (45 páginas)
Páginas lidas até ao momento: 105
Livros terminados: 0
14:00h - 16:00h → Cheguei à página 432, terminando o livro (27 páginas) e, em vez de começar logo o segundo livro, optei por gastar o tempo restante a escrever a minha opinião enquanto ainda tinha as emoções ao de cima
Páginas lidas até ao momento: 132
Livros terminados: 1
Livro 2 - Ligeiramente Tentador da Mary Balogh
16:00h - 18:00h → Cheguei à página 55 (55 páginas)
Páginas lidas até ao momento: 187
Livros terminados: 1
18:00h - 20:00h → Cheguei à página 135 (80 páginas)
Páginas lidas até ao momento: 267
Livros terminados: 1
20:00h - 22:00h → Cheguei à página 170 (35 páginas)
Páginas lidas até ao momento: 302
Livros terminados: 1

E assim terminou o primeiro dia de maratona que foi, na minha opinião, bastante produtivo. Entretanto, amanhã eu e a Mermaid Reader cá estamos outra vez para as 12h que faltam. 


Volto para o 2º dia da maratona com o livro iniciado no dia anterior, Ligeiramente Tentador
Livro 2 - Ligeiramente Tentador da Mary Balogh
10:00h - 12:00h  → Cheguei à página 216 (46 páginas)
Páginas lidas no 2º dia: 46
Páginas lidas até ao momento: 348
Livros terminados: 1
12:00h - 14:00h → Cheguei à página 245 (29 páginas)
Páginas lidas no 2º dia: 75
Páginas lidas até ao momento: 377
Livros terminados: 1
14:00h - 16:00h → Cheguei à página 267 (22 páginas)
Páginas lidas no 2º dia: 97
Páginas lidas até ao momento: 399
Livros terminados: 1
16:00h - 18:00h → Cheguei à página 300 (33 páginas)
Páginas lidas no 2º dia: 130
Páginas lidas até ao momento: 432
Livros terminados: 1
18:00h - 20:00h  Cheguei à página 336 e terminei o livro (36 páginas)
Páginas lidas no 2º dia: 166
Páginas lidas até ao momento: 468
Livros terminados: 2
Livro 3 - Raptada Na Noite da Patricia MacDonald
20:00h - 22:00h  Cheguei à página 20 (20 páginas)
Páginas lidas no 2º dia: 186
Páginas lidas até ao momento: 488
Livros terminados: 2

sábado, 8 de abril de 2017

A Quinta dos Animais (Animal Farm) - Opinião/Book Review


If you can't read this in english, please click on the title of the post and try again

 Ler em Português      Read in English

A Quinta dos Animais

Nome do livro: A Quinta dos Animais
Nome original do livro: Animal Farm
Nome do livro no Brasil: A Revolução dos Bichos
Nome da Autora: George Orwell
Editora: Revista Visão
Número de páginas: 134 páginas
Sinopse: «Esta nova tradução de Animal Farm recupera o título original, contrariamente às edições anteriores, que adoptaram os títulos panfletários O Porco Triunfante e - o mais conhecido - O Triunfo dos Porcos.
À primeira vista, este livro situa-se na linhagem dos contos de Esopo, de La Fontaine e de outros que nos encantaram a infância. Tal como os seus predecessores, Orwell escreveu uma fábula, uma história personificada por animais. Mas há nesta fábula algo de inquietante. Classicamente, atribuir aos animais os defeitos e os ridículos dos humanos, se servia para censurar a sociedade, servia igualmente para nos tranquilizar, pois ficavam colocados à distância, "no tempo em que os animais falavam", os vícios de todos nós e as sua funestas consequências. Em A Quinta dos Animais o enredo inverte-se. É a fábula merecida por uma época - a nossa época - em que são os homens e as mulheres a comportar-se como animais.»


Opinião: A Quinta dos Animais começa, devido às personagens e ao mundo em que se passa, por gerar estranheza ao leitor. No entanto, devido a estes mesmos fatores, acaba também por tornar a ação bastante interessante, especialmente quando se repara em toda a simbologia que rodeia o mundo, as personagens e as suas ações.
Ao seguir a revolta dos animais que os leva a ficar com a quinta antes liderada por um humano e a conquista desses animais de uma vida utópica, é bastante interessante a forma subtil, mas rápida, com que a manipulação vai sendo feita.
O livro mostra-nos como as pessoas são capazes de manipular as pessoas à sua volta e que, se as pessoas não forem cuidadosas e atentas podem ser facilmente manipuladas. Ao mesmo tempo, mostra ao leitor a necessidade de realmente acreditarmos em algo e não naquilo que as pessoas à nossa volta nos dizem ser a verdade.
George Orwell foi capaz de criar uma critica política forte quando pouca gente tinha coragem de o fazer, fazendo de A Quinta dos Animais um livro ainda mais fantástico, sendo um daqueles livros que toda a gente deveria ler pelo menos uma vez na vida. Só não se esqueça que "Todos os animais são iguais, mas alguns são mais iguais que os outros".
Boas leituras. 

Esta edição do livro faz parte do projeto Ler Faz Bem e a revista Visão, fundadora deste projeto, pediu aos leitores para enviar opiniões por escrito ou em vídeo, tendo posteriormente publicado essas mesmas opiniões onde também consta a minha, que agora, para não fugir à regra, publico no meu blog. 

(5 em 5 estrelas)

Quotes/Melhores Momentos:
  • «Todos os animais são iguais, mas alguns são mais iguais do que outros.» - Página 128

Trailer da adaptação do livro para o cinema (1954): 

Ligeiramente Escandalosa (Slightly Scandalous) - Opinião/Book Review


If you can't read this in english, please click on the title of the post and try again

 Ler em Português      Read in English

Ligeiramente Escandalosa

Nome do livro: Ligeiramente Escandalosa
Nome original do livro: Slightly Scandalous
Nome do livro no Brasil: Ligeiramente Escandalosos
Nome da Autora: Mary Balogh
Coleção: Bedwyn Saga
Editora: ASA Editora
Número de páginas: 360 páginas
Sinopse: «Crescer no seio da família Bedwyn não é tarefa fácil; que o diga a jovem Freyja Bedwyn. Tendo passado a infância rodeada por quatro rapazes, habituou-se desde cedo a igualá-los em ousadia e independência. Mas o atrevimento - tolerável numa menina - é considerado inaceitável numa mulher. Quando, a meio de uma viagem a Bath, o quarto em que Freyja está hospedada é invadido por um atraente fugitivo, a jovem não tem meias- medidas e esmurra-o. Ele é Joshua Moore, o petulante marquês de Hallmere. Nessa noite mal adivinham que, dias depois, estarão... noivos. Para duas pessoas que anseiam por liberdade e parecem detestar-se, esta reviravolta é, no mínimo, inexplicável. Entre o choque e a admiração, a alta sociedade não se cansa de especular sobre a origem de uma relação tão enigmática, excessiva, e ligeiramente escandalosa...»

Opinião: Depois de ler o último livro desta série, eu não consegui aguentar a curiosidade e tive de pegar no terceiro livro.
Nos últimos dois livros tivemos a vida romântica de dois dos irmãos Bedwyn. Neste temos a vida romântica de uma das duas irmãs, a Freyja, uma jovem descrita como feia, altiva e com língua afiada que vai encontrar alguém capaz de jogar tão bem como ela, o marquês de Hallmere, Joshua Moore.
Esta personagem, para mim, começou com uma desvantagem: de todos os irmãos Bedwyn, ela e a Morgan são exatamente aquelas que me despertam menos curiosidade. No entanto, rapidamente a personalidade da Freyja me conquistou e este tornou-se, até ao momento, o meu livro preferido da série.
Tal como gostei da personagem principal feminina, também adorei a personagem principal masculina, o Joshua, que é uma personagem espetacular e com uma personalidade super divertida. Estas duas personagens incríveis juntas claro que só podia resultar numa relação muito engraçada que foi muito bem criada pela autora.
Algo que, na minha opinião, faltou nos outros livros e neste tivemos mais foi a vertente familiar. Apesar de conhecermos os outros irmãos em todos os livros, neste temos mais interação entre as personagens e podemos ver ainda um pouco da relação entre os dois casais dos dois livros anteriores, o que me deixou super feliz.
Outro ponto que este livro tem e os outros não é uma reviravolta surpreendente. Neste vemos um acontecimento enorme, inesperado e muito bem construído.
Acabei o livro com um amor ainda maior por todas estas personagens, pela Eve e o Adam, pela Judith e o Rannulf, pela Morgan e o Alleyne e aumentou ainda mais a minha curiosidade em relação ao Wulff. Mas acima de tudo fez-me amar o Joshua e a Freyja. Freyja é, na minha opinião, uma das melhores personagens de sempre em romance histórico: forte, engraçada e senhora de si própria. Se eu já adorava e recomendava os livros desta autora, então agora só o faço ainda com mais força.
Boas leituras.
(5 em 5 estrelas)